quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Youtube Motorsport Video: Nascido para correr

O mundo já não sabia dele há uns tempos. Que eu saiba, o último video dele já têm quase um ano. Sabia que estava em paragens inglesas, mas de resto não sabia mais nada. Até que hoje apareceu este video, onde parece que decidiu mostrar-se em primeira pessoa, numa declaração totalmente arrojada. Para quem vê os videos dele há muito tempo - uns sete anos, talvez - isto é anormal.

Mas há certos aspectos dele que não são totalmente novidade para mim. Sei há muito tempo das suas capacidades nos simuladores de video, sei que venceu mundiais virtuais de rali, pelo menos por duas vezes. Mas esta declaração da parte dele deve ser das coisas mais arriscadas que já ouvi. Parece utópico - e é - mas se conseguir (que sempre aquela ínfima hipótese) seria algo unico.

Vontade têm. Falta o resto.

quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Rumor do Dia: Alonso está a caminho da McLaren

O jornalista Américo Teixeira Jr. cravou a noticia no seu site: Fernando Alonso vai ser piloto da McLaren em 2015. Segundo a noticia, ambos os lados já chegaram a um acordo sobre o término do seu contrato na Scuderia - que acabaria em 2016 - e já concluíram o acordo com a McLaren e a Honda para a próxima temporada. Desconhece-se ainda a duração do contrato, mas fala-se em "várias temporadas".

Não se sabe se haverá algum anuncio no fim de semana japonês, mas sabe-se que na segunda-feira, a Honda fará uma apresentação do ruído do seu motor para 2015. E poderá ser essa a altura em que fará o anuncio oficial.

A ser verdade, Alonso, atualmente com 33 anos, voltará à McLaren, onde esteve na temporada de 2007, e onde andou em litigio com Ron Dennis e com o "rookie" Lewis Hamilton, que se revelou ser bem mais veloz do que o bicampeão espanhol, saíndo pela "porta pequena" e voltando para a Renault em 2008.

As contradições da Caterham

Parece que a cada dia que passa, as noticias vindas da Caterham são bem negras, apesar da atitude da equipa se assemelhar a algo dito pelo Ministro iraquiano da Informação. Aquele do tempo do Saddam, lembram-se?

Digo isto porque esta noite surgiram noticias aparentemente contraditórias. Primeiro, ao ler o site brasileiro Grande Prêmio, vejo o artigo do Victor Martins em que reproduz declarações do acessor de imprensa da marca, que afirmou: "Uma ação foi ameaçada ontem contra uma companhia fornecedora da 1MRT. Esta empresa não pertence à 1MRT e não tem influência na inscrição da Caterham F1. Então, contrário aos rumores, todas as operações estão normais em Leafield e a equipe de corrida está fazendo sua preparação no Japão."

Só que neste inicio de noite na Europa, um representante da High Court britânica confirmou a confiscação de artigos vindos da Caterham, colocando-os à venda em leilão. E colocou a lista dos artigos apreendidos, a saber:

- um carro reserva da Caterham de 2013 
- partes do carro da Caterham de 2014 (que deveriam ir para o Japão)
- um simulador de Formula 1 em tamanho real 
- volantes da Caterham F1 
- rodas e pneus de Formula 1 
- maquinária de alta qualidade 
- memorabília da Caterham e da Lotus 
- equipamentos de pit-lane, como mangueiras e 'starters' 
- TVs, monitores, computadores e outros equipamentos similares

No artigo, afirma que apesar de ainda não haver data, o leilão acontecerá algures neste outubro.


Desconhece-se se isto irá afetar as coisas da equipa já no Japão, mas informações vindas de lá afirmam que a equipa trouxe menos elementos do que o habitual. 

E pelos vistos, cada vez mais passa-se a ideia de que a equipa poderá não aguentar até ao final da temporada, quanto mais se irá correr na temporada de 2015, apesar de dizerem que estão a trabalhar no carro da próxima temporada e contarem com o sueco Marcus Ericsson para o ano que vêm, por causa dos 15 milhões de euros que ele traz.

Depois do vulcão, o tufão. Haverá GP do Japão?

No passado fim de semana, o Japão lidou inesperadamente com a erupção do vulcão Ontake, um dos mais altos e mais ativos do país. Este vulcão situa-se a 200 quilómetros de Suzuka e as autoridades locais tiveram de lidar com desvios nas rotas aéreas, para que os aviões não tivessem de colidir com as cinzas vulcânicas expelidas pelo vulcão.

Contudo, como se já não bastasse, nos últimos dias, outro fenómeno da natureza apareceu no meio do Oceano Pacifico e poderá alcançar a costa japonesa... no dia da corrida. O tufão Phanfone (sim, eles batizaram-no assim...) passou esta quarta-feira na zona de Guam e está a caminho das Marianas do Norte. A agência meteorológica americana já o classificou de grau 4, o segundo mais alto na escala de um a cinco, e poderá tocar terra na manhã de domingo, não muito longe de Suzuka

Estima-se que os ventos possam soprar entre os 180 e os 190 km/hora, e poderá colocar dúvidas sobre a realização da corrida, caso a trajetória do furacão o coloque na zona do circuito.

Recorde que não é a primeira vez que os tufões fazem a sua aparição no fim de semana do GP do Japão. Há dez anos, o tufão Ma-On fez a sua aparição no sábado, fazendo com que a qualificação fosse adiada para domingo de manhã, horas antes da corrida. 

Última Hora: Policias estão na sede da Caterham

Na última hora, o Twitter está cheio de informações sobre a Caterham. Aparentemente, neste momento, estão um grupo de policias, acompanhados de oficiais de penhora, na sede da empresa, no sentido de fazer valer uma ação, desconhece-se se é de despejo ou de penhora de bens da empresa.

Desconhece-se também se isto têm a ver com a ação que foi intentada contra a marca por parte dos funcionários despedidos no passado mês de julho, ou se é outro tipo de dividas. 

Assim sendo, acompanharemos o caso à medida que ele acontece. E isto sucede quando faltam cinco corridas para o final do campeonato...

ATUALIZAÇÃO: Segundo diz o "tweet" de alguém identificado como "TheJudge13", a ação da policia Têm a vez com uma dívida antiga do qual não se sabe a quem deveria ser pedida, se aos novos proprietérios (o tal grupo suiço-árabe ou se Tony Fernandes). E aparentemente, segundo diz ele, a transferência de ações poderá nunca ter acontecido. Assim sendo, a policia irá sair das instalações e o trabalho continuará amanhã ao seu ritmo normal. Continua a não saber quem é que lançou esta ação de despejo.

Noticias: Simona de Silvestro afastada da Sauber

A hipótese de vermos uma mulher-piloto na Formula 1 foi hoje afastada com a noticia do final do acordo entre a Sauber e a suiça Simona de Silvestro. Segundo o site alemão Speedweek, a razão pelo qual ela foi afastada teve a ver com questões financeiras.

"O programa de Simona não irá continuar por motivos financeiros. Todos que trabalharam com ela nos últimos seis meses estão muito desapontados, porque gostavam de trabalhar com ela. De momento estamos a equacionar outras possibilidades para que Simona possa continuar a trabalhar com a equipa, mas isso vai levar tempo”, afirmou um porta-voz da Sauber, num comunicado oficial.

A piloto suiça de 26 anos, que tinha feito dois testes a meio do ano com um chassis mais antigo, em Fiorano e em Valencia, era para ter participado nos treinos livres do GP dos Estados Unidos, em Austin. Antes disto, tinha estado durante três temporadas na IndyCar, onde conseguiu um pódio e o 13º posto na classificação final, na temporada passada.

A foto do dia

Vejo agora esta noite esta curiosa foto de Robert Kubica nos reconhecimentos do Rali de França, que vai acontecer este fim de semana. Se repararem no volante, ele têm uns gráficos engraçados, mas de fácil explicação, para quem andou noites a fio a jogar o Colin McRae ou o Richard Burns Rally: têm a ver com o grau das curvas e a sua indicação no "roadbook". 

E quando mais ele virar o volante, mais apertada é a curva. Bem interessante!

terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Youtube Racing Presentation: A Formula E pelos seus protagonistas

A primeira corrida foi há três semanas e vai demorar um bocado até à próxima corrida, mas hoje o pessoal da Formula E surgiu com um vídeo onde muitos dos protagonistas desta competição falam sobre o seu propósito. 

Youtube Racing Crash: o abuso das escapatórias em Paul Ricard

Ontem, entre as várias provas do fim de semana houve uma no circuito de Paul Ricard, fazendo parte do fim de semana da World Series by Renault. Esta corrida de Formula Renault 2.0 mostrou mais do que acidentes nos primeiros metros. Mostrou também dois pilotos a abusarem das escapatórias de asfalto para colidirem mais à frente, causando ferimentos num terceiro piloto, o americano Ryan Tveter, que foi levado para o hospital, de forma preventiva.

Pelas imagens, parece que estes aprendizes de pilotos já não querem saber mais dos seus limites. E um ou mais destes poderão chegar à Formula 1... entendem agora porque sou contra as escapatórias em asfalto?

segunda-feira, 29 de Setembro de 2014

Toyota no WRC: "Para francês ver" ou lobby?

Quem gosta de ralis, sabe que desde ha uns tempos para cá está a ver vários testes de um modelo Yaris, tripulado pelo francês Stephane Sarrazin. Os testes estão a acontecer desde meados da primavera um pouco por toda a Europa - França, Itália e Alemanha - mas quer de Tóquio, onde está a sede, quer de Colónia, que onde fica a Toyota Team Europe, não há ainda indicações de quando é que a marca se lançará no WRC, ou se vai se lançar no WRC e tudo isto não é mais do que uma manobra publicitária.

A razão é simples: a Toyota, como outras construtoras japonesas, está a apostar seriamente na tecnologia híbrida, para colocar nos seus carros. Isso é uma realidade na Formula 1 e na Endurance, mas no WRC não se verifica por agora. É certo que temos quatro marcas nos ralis neste momento (Ford, Citroen, Volkswagen e Hyundai), mas os japoneses, especialmente a Toyota - com um largo currículo no Mundial - estão relutantes em entrar.

E tudo isto poderá ser uma manobra de pressão por parte da construtora japonesa para Jean Todt. E Martin Holmes, um dos melhores jornalistas de ralis, comentou sobre isso na Autosport portuguesa.

Penso que se trata de uma 'jogada de bastidores'. A Toyota enquanto construtor dá-se ao luxo de ter uma divisão de desenvolvimento chamada TMG (Toyota Motorsport GmbH) e esta tem atualmente a oportunidade de, em paralelo com a atividade em Le Mans, manter-se a par das tecnologias mais recentes dos ralis com este projeto. A tecnologia dos WRC está constantemente a mudar e evoluir, e tudo vai tornar-se ainda mais dramático com os novos regulamentos técnicos de 2017", começa por afirmar. 

"A FIA não tem nada a ver com o projeto da Toyota nem estes testes são dirigidos à federação. Se a Toyota quiser regressar, vai fazê-lo mas penso que só o fará se a nova era dos WRC incluir algum tipo de tecnologia que lhe interesse. Neste momento, não qualquer indicação de que isso vá acontecer”, concluiu.

Em suma, é para levarmos a sério todos estes testes? Talvez, talvez não. Uma coisa é certa: caso eles não queiram voltar ao WRC, poderemos dizer que eles podem dar a estes luxos. Os fãs certamente não irão gostar, mas os construtores não vão para estas competições pelo prazer da competição. Querem vender automóveis no dia a seguir à vitória num rali ou numa corrida qualquer. Sempre funcionaram assim.

A entrevista do Motordrome a Nicolas Costa

Pela segunda vez em um mês, nesta curta existência do Motordrome, entrevistamos um piloto de automóveis. O brasileiro Nicolas Costa é um talento e também é considerado como uma esperança do automobilismo no Brasil. O primeiro vencedor da Formula Futuro Fiat, uma competição criada por Felipe Massa, e depois vencedor da Formula Abarth, em Itália, o seu talento de desproporcional à carteira, pois foi devido à falta de financiamento que não conseguiu ir mais além nas competições europeias, mesmo depois de um teste na GP3, ao serviço da Manor Marussia.

Assim sendo, após um tempo de pausa, tentou a sua sorte nos Estados Unidos, onde está agora na Pro Mazda. Acabou em quinto lugar, com duas pole-positions e uma vitória, mais do que suficiente para que possa ter uma grande chance de correr na Indy Lights na temporada de 2015. 

E claro, no meio disto tudo, diz algumas verdades, entre os quais que não se avança no automobilismo sem ter uma mala cheia de dinheiro na mão. E que perdeu a ilusão da Formula 1, mas vai tentar ser feliz noutro lado, como os Estados Unidos.

Tudo isto e muito mais podem ler por aqui, seguindo este link

domingo, 28 de Setembro de 2014

Youtube Motorsport Crash: o acidente de Rob Collard em Silverstone

O BTCC (British Touring Car Championship) é uma competição dura e bem competitiva, onde os pilotos não dão qualquer hipótese nas ultrapassagens, e muitas das vezes há acidentes. Este aconteceu neste domingo em Silverstone, com o carro de Rob Collard. Felizmente, tudo não passou de um susto.

Um desfile de automóveis antigos








Já se sabia que a Mostra de Veículos Antigos iria terminar com um desfile. E na tarde deste domingo, centenas de pessoas esperaram para ver as mais de 250 automóveis antigos que estiveram presentes no Estádio Municipal de Leiria neste fim de semana.

A espera foi longa - o desfile começou mais de meia hora depois do inicialmente previsto - mas valeu a pena. Dezenas de carros, de várias marcas, apareceram por ali, manobrados pelo policia sinaleiro que, num passado não muito distante, fazia parte da paisagem desta cidade.

Estas imagens são uma mera amostra do que se passou. Mais poderão ver na minha página do Facebook.

A foto do dia

Isto é raro: Niki Lauda a guiar o Brabham BT49 no circuito de Montreal, preparando-se para o GP do Canadá de 1979. Porque é que digo que é raro? Porque nesse dia, o piloto austríaco saiu do carro e falou com Bernie Ecclestone que deixaria de correr, com efeito imediato. Faz agora 35 anos que tal aconteceu.

A decisão parecia ser chocante para muitos, mas quem conhecia a carreira e os feitos do então bicampeão do mundo, sabia que ele nunca foi um piloto "manso", e sempre disse o que pensava, não se importando de afrontar quem lhe deu uma oportunidade, como Enzo Ferrari.

Mas naquele dia em Montreal, estava simplesmente cansado de correr. Tinha descoberto a aviação e a sua mente cada vez ficava cada vez mais ligada para aí. Queria montar a sua própria companhia aérea, e a má temporada com o Brabham BT48, com motor Alfa Romeo - apenas quatro pontos, três deles ganhos na corrida anterior, em Monza, precipitaram para essa decisão.

Bernie Ecclestone, seu patrão, não perdeu tempo: chamou o argentino Ricardo Zunino para o seu lugar e deu uma chance ao seu outro piloto. Um jovem brasileiro chamado Nelson Piquet. O resto é história.

P.S: Sobre o que aconteceu nesse fim de semana canadiano e o que ele fez entre retiradas, podem ler o que escrevi no site Motordrome.

sábado, 27 de Setembro de 2014

Descubra os erros

Ontem, durante a exposição de automóveis antigos, deparei-me com este cartaz...